Logo
VoltarTerreno para comprarSetúbalMontijoAtalaia e Alto Estanqueiro-JardiaTERRENO URBANO COM PROJECTO APROVAD0

TERRENO URBANO COM PROJECTO APROVAD0

66 150 €
Atalaia e Alto Estanqueiro-Jardia, Montijo, Setúbal
242 €/m²
TERRENO URBANO COM PROJECTO APROVAD0

Propriedades

Área de terreno (m²):
273 m²
Tipo de terreno:
Urbano

Descrição

TERRENO URBANO NO ALTO D ESTANQUEIRO

• Área total 273m2

• Área de Implantação 150m2

• Área bruta de construção 300m2

• Área bruta dependente 75m2

O Terreno é urbano com viabilidade de construção para moradia de 2 pisos e garagem.

Perto do “Forum Alegro “ do Montijo.

Localizado a 25 minutos de Lisboa, a Atalaia é um destino de fácil e rápido acesso.

Se o seu ponto de partida for o Porto tome a Direcção sul na A1, em seguida a A12 até ao Montijo utilizando a Ponte Vasco da Gama.

Do Algarve utilize a Via do Infante e depois a A2 na direcção norte até ao Montijo.

A Freguesia do Alto Estanqueiro-Jardia foi criada pela Lei n.º 82/85, de 4 de Outubro (Diário da República, I Série, nº 229, de 4 de Outubro de 1985), tendo sido aprovada na sessão plenária da Assembleia da República de 9 de Julho de 1985, após parecer favorável da Câmara Municipal de Montijo de 1 de Agosto de 1984.

O seu território, com uma área de 10,82 quilómetros quadrados, foi desanexado da Freguesia do Montijo, e confronta, a norte, com as Freguesias de Afonsoeiro e de Atalaia, a nascente, com os concelhos de Alcochete e de Palmela, a sul, com o concelho de Palmela e a poente, com a Freguesia de Sarilhos Grandes.

Nascida da junção de dois lugares, Alto Estanqueiro e Jardia, pouco ou nada se conhece da sua história mais antiga, apenas que pertenceram à jurisdição dos cavaleiros da Ordem de Santiago, sediados em Palmela e, no reinado de D. Afonso V (1438-1481), faziam parte da chamada “coutada velha”.

Quanto à origem dos topónimos Alto Estanqueiro e Jardia, apenas podemos adiantar algumas suposições: o termo “estanqueiro” estaria, certamente, relacionado com o comércio ou distribuição de algum produto em regime de monopólio (por exemplo, tabaco, pólvora, palha, etc.), sendo inúmeras as referências aos estanqueiros de tabaco para o antigo concelho de Aldeia Galega; o topónimo Jardia pode-se associar à flora, referida em documentos antigos, denominada de járdia (isto é charneca de rosmaninho, alecrim, jóina, etc.).

Jardia já existia no ano de 1866, sendo referenciada, juntamente com Brejos de Lobo, como um dos lugares da Freguesia do Divino Espírito Santo do Montijo, numa lista de recenseamento de casos de polícia enviada pelo Governo Civil’ de Setúbal para o Administrador do Concelho de Aldeia Galega (Arquivo Municipal do Montijo Administração do Concelho, Correspondência recebida, ano de 1866).

Até meados do século passado, o território hoje pertencente à Freguesia de Alto Estanqueiro-Jardia era constituído, unicamente, por fazendas e terrenos agrícolas, abastecendo o concelho do Montijo com toda a espécie de produtos hortícolas.

O seu progressivo desenvolvimento urbano iniciou-se na segunda metade do século XX, aproveitando a proximidade com importantes eixos roda e ferroviários de comunicação, como eram os casos da linha de caminho-de-ferro entre Montijo e Pinhal Novo (inaugurado em 1908) e as estradas nacionais que ligam a sede do concelho com o Barreiro, Setúbal e Águas de Moura.

Mapa

Relatório de preços praticados

Terrains, Atalaia e Alto Estanqueiro-Jardia

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Imporium Real Estate