Voltar à listaQuintas e herdades para comprar
Lisboa
Oeiras
Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias
Palácio único em Paço de Arcos
Palácio único em Paço de Arcos

Palácio único em Paço de Arcos

12 500 000 €
Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias, Oeiras, Lisboa
1 894 €/m²

Acompanhamento Virtual

Video

Propriedades

Área de terreno (m²):
6 600 m²
Área útil (m²):
5 589 m²
Certificado energético:
Isento
Área bruta (m²):
5 589 m²
Condição:
Usado

Descrição

A Quinta do Relógio é datada do século XIX e foi construída em 1860, sob a direção do Arquiteto Cinatti de Siena. Foi residência de verão de Sua Alteza Real, el Rei D. Fernando II. Neste momento a propriedade mantem a sua ligação à nobreza portuguesa sendo os atuais proprietários descendentes de Sua Alteza Real el Rei D. João I e D. Filipa de Lancastre, Rainha de Portugal.
Dos jardins da Quinta sobressai a Torre do Relógio que deu o nome à propriedade.
Na Quinta do Relógio tanto o tratamento de exteriores como a distribuição, traça e ornamentação dos edifícios apresentam uma linguagem e ambiente neoclássico, rodeados por uma imensa e densa vegetação, de onde se destacam várias espécies de árvores pela sua configuração e antiguidade como a Araucária, os Plátanos e as Dracaenas.
O edifício principal dispõe-se em duas plantas com traça de proporções palacianas e elementos singulares como a simetria das plantas, a sequência dos espaços formados por alpendre, hall de entrada e escadaria iluminados por claraboia. Três salas com vista de mar e acesso direto ao jardim. O tratamento dos espaços exteriores apresenta níveis de terreno diferentes dispostos em torno de um pátio onde se encontram as garagens, cavalariças e alojamentos de serviço.
O imóvel situa-se ma primeira linha de costa, orientada a sul, sobre o Rio Tejo e Oceano Atlântico.

Paço de Arcos ou Paço d'Arcos é uma localidade da freguesia de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias, do município de Oeiras. Na Costa de Lisboa, junto às praias mais atlânticas do Estuário do Tejo, o agradável ambiente ribeirinho das ruas pitorescas da localidade tornou-as especialmente atrativas para a restauração, hotelaria e comércio. Criada a 16 de Janeiro de 2013. Resultante da extinção da freguesia com o mesmo nome, a vila de Paço de Arcos é apelidada pelos seus habitantes como 'a vila mais charmosa de Portugal'.

A toponímia advém do Palácio dos Arcos, a mais importante edificação da vila, a que o povo chamava de 'Paço' porque El-Rei D. Manuel I, o Venturoso, e sua filha D. Maria ter-se-iam hospedado por diversas vezes neste palácio, para participar em caçadas na quinta do morgadio e para assistir à partida das caravelas rumo à Índia.
Categoria Energética: Isento

Mapa

Relatório de preços praticados

Farms and estates, Lisbon

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Engel & Völkers Lisboa