Lisboa e Porto entre as cidades mais procuradas para investimento em Imobiliário de Luxo

01 maio 2021

De Maria Luísa

Lisboa e Porto entre as cidades mais procuradas para investimento em Imobiliário de Luxo

A imobiliária Knight Frank lançou o ranking “Europa Cities Guide 2021” que coloca Lisboa e Porto no top 3 das cidades europeias mais procuradas para a compra de Imobiliário de Luxo. A lista, constituída por um total de 11 nomes e liderada por Paris, incluí metrópoles como Berlim, Frankfurt, Milão, Madrid, Barcelona, Viena, Genebra e Bucareste.

Em comunicado, Olives Banks, Senior Negotiator European Residential Cities da Knight Frank, admite que no pós-pandemia registou-se uma reavaliação das necessidades imobiliárias, em particular, no que diz respeito a algumas relocalizações do investimento ou a uma maior procura por parte dos clientes domésticos em toda a Europa. Segundo o dirigente, promotores e construtoras “notaram o poder do mercado doméstico” e da importância do mesmo para as suas estratégias de expansão.

“Segundo o índice PIRI 100 (Prime Residential Index) da Knight Frank, o mercado imobiliário de luxo teve um crescimento de 1.9% em 2020 comparado com 2019”, refere Banks no mesmo comunicado onde antecipa o interesse dos investidores globais em apostar nas cidades europeias, sobretudo em cidades inseridas em economias viradas para a inovação, que têm com setores tecnológicos em crescimento e com uma procura elevada de arrendamento.

Já Marta Espírito Santo, diretora do departamento internacional da Quintela + Penalva | Knight Frank, destaca o facto de Portugal ser uma certeza. “Os clientes internacionais conhecem cada vez melhor o nosso País e sabem exatamente o que procuram. A articulação com a Knight Frank tem sido fundamental para antecipar tendências e ajustar a nossa oferta à medida de cada cliente”.

Veja também

👉 Lisboa é uma das cidades europeias mais atrativas para investimento imobiliário em 2021

👉 Matosinhos: Casa Acessível já tem nova fase de consultas públicas

👉 Um ano de pandemia: o balanço do Imovirtual

Ultima actualização: 01 maio 2021

Partilhar