Um ano de pandemia: o balanço do Imovirtual

20 abril 2021

De IMOVIRTUAL

Um ano de pandemia: o balanço do Imovirtual

Passado um pouco mais de 1 ano desde o início dessa pandemia, parece ser um momento interessante para analisarmos os nossos números para tentar perceber quais foram os movimentos do mercado, para desta forma estarmos preparados para o que podemos ter à frente.

A incerteza em que vivemos colocam uma grande interrogação no futuro do Imobiliário. Há vários fatores a ter em conta, entre eles no que respeita aos preços, que podem ter muitos impactos não previstos, como novas vagas, vacinas e o fim das moratórias.

O momento de maior pessimismo foi logo no início do primeiro confinamento. Em 2021, com o novo confinamento, o otimismo  voltou a diminuir, mas não nos mesmos níveis do ano anterior. Isso refletiu-se na procura no Imovirtual, que continuou a crescer, e também nos movimentos de preços. 

Ao nível dos novos anúncios de imóveis disponíveis no Portal, registou-se um grande crescimento a partir do final do primeiro confinamento, tendo atingido o seu pico em setembro e ficado estável até novembro. Em dezembro, por conta da sazonalidade de final de ano, e em janeiro, provavelmente pelas restrições de visitas presenciais, esse número diminuiu. A tendência foi revertida apenas a partir de março, em consequência da abertura do mercado.

Registou-se uma queda do preço de arrendamento das casas de cerca de 15% em 12 meses, com maior impacto nos grandes centros, Lisboa -16% e Porto -20%, tanto para apartamentos como para moradias. No segmento de venda notou-se uma ligeira queda inicial nos preços após o primeiro confinamento, que atualmente estabilizou, revelando valores em linha com os de há 12 meses atrás. A nível internacional, os mercados reagiram de formas diferentes, mas Portugal parece ter respondido positivamente. Esta é a conclusão de um estudo do Grupo OLX.

O certo é que alguns dos segmentos têm revelado aumentos significativos de procura. É o caso da procura por moradias, que disparou 115% e um crescimento na procura de imóveis para comprar em zonas menos centrais. O mais provável é que esta tendência esteja diretamente relacionada com o número de pessoas em teletrabalho. Todavia, é difícil prever o que poderá acontecer no futuro.

A pandemia trouxe mais profissionais do Imobiliário ao Imovirtual, cuja base de clientes profissionais refletiu um aumento de quase 15% em um ano, já que muitas agências tiveram de ampliar a sua presença online para continuarem a existir.

Atualmente, o Imovirtual conta, segundo o primeiro trimestre de 2021 vs. o primeiro trimestre de 2020, com um crescimento de 10% de visitas e quase 100% de contatos a anúncios gerados. O tempo médio que os utilizadores permanecem no site também aumentou, 14%. 

Esta pandemia mostrou que as pessoas estão muito mais criteriosas antes de realizar uma visita física e assistimos essa tendência com o aumento de cinco vezes mais das visitas virtuais disponíveis no portal. 

Continuamos a construir o nosso caminho, em parceria com todos os profissionais do Mercado Imobiliário e desejamos que todas essas dificuldades sejam superadas o quanto antes, para podermos voltar às ruas como tanto gostamos aqui em Portugal.

Leia também

👉 IMOZINE: A Revista do Consultor Imobiliário | Versão digital

👉 Mercado Imobiliário em Números: Barómetro Mensal de Março

👉 Imovirtual é o portal mais utilizado pelos Consultores Imobiliários

Ultima actualização: 20 abril 2021

Partilhar