Como investir em REIT’s em Portugal

29 março 2021

De Imovirtual Investidores

Como investir em REIT’s em Portugal

Apesar de já existirem nos Estados Unidos desde a década de 60, as REIT (sigla que designa Real Estate Investment Trust) só chegaram a Portugal em 2019. Do outro lado do Atlântico, sugiram para que todo o tipo de investidores, em particular os mais pequenos, pudessem retirar algum tipo de rendimentos com o investimento em imóveis. São muito utilizadas para construção de portfólio, por isso, naturalmente que a sua entrada por terras lusitanas era bastante aguardada.

Por cá, esta forma de investimento é designada por SIGI (Sociedades de Investimento e Gestão Imobiliária) e o seu objetivo é a aquisição de direitos reais sobre imóveis. As REIT são sociedade anónimas cotadas em bolsa, que apenas podem deter imóveis destinados ao arrendamento. Regulamentadas pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), recomenda-se que os investidores, pequenos ou grandes, só façam negócio com organizações aprovadas pela instituição.

O investimento em si é feito através da compra de pequenas partes de várias carteiras imóveis e o lucro obtido com os arrendamentos, é distribuído anualmente como dividendo. Na carteira de imóveis podem constar escritórios, centros comerciais, apartamentos, hotéis, entre outros. Já o valor dos título difere consoante o valor da bolsa, dependendo da procura e da oferta, bem como da expetativa dos investidores relativamente à valorização dos imóveis e dos rendimentos por eles gerados.

Como em todas as formas de investimento, existem vantagens e desvantagens, que devem ser consideradas na hora de avançar com o negócio. O facto do investidor não necessitar adquirir um imóvel para ser proprietário dele e não ter de se preocupar com a gestão do mesmo, são sem dúvida pontos a favor. Além disso, as REIT também apresentam um elevado nível de liquidez e apesar dos impostos que recaí sobre o investimento, os seus dividendos são atrativos. Todavia é importante considerar que existe um elevado risco de mercado associado a este tipo de investimento, já que o valor está sujeito as flutuações das cotações. Outra das desvantagens é a o facto de existir cobrança de comissões de gestão aos investidores.

Posto isto, damos-lhe a conhecer algumas das REIT disponíveis em Portugal para investir.

👉 Merlin Properties

Trata-se de uma SOCIMI (Sociedade Cotada de Investimento Imobiliário) espanhola cujos 25% das receitas desta têm origem em centros comerciais e 45% em escritórios. A Merlin Propeties é a detentora de ativos num total de 43 milhões de euros que se inserem na área dos escritórios (8), centro comerciais (2), onde se inserem o Alamada Forum e o Monumental, e ainda Plataforma Logística Lisboa Norte (PLLL).

👉 Confinimmo

Uma REIT de origem belga que se dedica ao setor da distribuição (13%), ao setor de escritórios (31%) e ao setor da geriatria (56%). Com um reforço de ação na Europa Central, esta SIR (Sociedade Imobiliária Regulada) detém ativos em países como Bélgica, França, Holanda e Alemanha.

👉 Befimmo

É uma SIR especializada em imóveis direcionados para a área dos escritórios. No seu portfólio a Befimmo inclui espaços em em Bruxelas e nas principais cidades belgas, bem como no Luxemburgo.

Veja também

➡️ O que são Fundos de Investimento Imobiliário?

➡️ Arrendamento em tempos de pandemia

➡️ Almada vai ter uma ‘nova cidade’ que contará com investimento de 800 milhões

Ultima actualização: 29 março 2021

Partilhar