Depois de escolher o local onde quer comprar casa, deve analisar as características do imóvel em si para perceber se este é (ou não) o ideal para si e para a sua família. Como? Nós ajudamos!

 

  1. Defina as suas necessidades

Um dos primeiros passos para comprar um imóvel é identificar as necessidades da sua família. Quantas pessoas fazem parte do seu agregado familiar? Qual é o rendimento global do agregado? Estão a pensar em ter (mais) filhos? Têm animais de estimação? Existe algum membro da família com mobilidade reduzida? Estas são algumas questões que pode fazer a si própria. A partir daqui, consegue perceber as suas principais necessidades e refinar a procura de imóveis.

Se, por exemplo, o seu agregado familiar for composto por 3 pessoas, um casal e uma criança, um T2 poderá ser suficiente. Contudo, se pretender ter mais filhos, talvez um ou dois quartos extra possam ser importantes. Ao responder às duas primeiras questões colocadas acima, já consegue afinar a sua procura – neste caso, saberia que tinha de procurar casas de tipologia T3, no mínimo.

Num outro caso, se algum membro da sua família for idoso ou apresentar mobilidade reduzida, sabe que apenas pode comprar casas com elevador ou localizadas no rés-do-chão.

 

  1. Escolha o tipo de imóvel

Os imóveis podem ser divididos em 3 grandes grupos, que se complementam: em primeiro lugar, existe a classificação do imóvel – imóvel novo, usado, de banca ou em construção; em segundo lugar, existem os tipos de imóveis: Moradia, Apartamento, Kitchenette, Estúdio, Loft ou Duplex; e por fim, temos a tipologia, que define o número de quartos existentes – T1, T2 +1, T4 Duplex, etc.

  • Moradia – as moradias (ou casas térreas) são ideais para famílias que pretendam mais privacidade e tranquilidade. Aqui, não precisa de estar preocupado a todo o instante com as regras de um condomínio ou com o barulho que faz para os vizinhos, especialmente se a habitação estiver mais isolada. Se tiver animais de estimação ou crianças, este tipo de imóvel pode ser o mais indicado pois podem divertir-se e gastar energia no espaço exterior da casa. A desvantagem destas habitações são os custos de manutenção mais elevados – por exemplo, para cuidar do jardim, manutenção da piscina, IMI, portões, vigilância, entre outros.
  • Apartamento – este é o imóvel mais procurado nas cidades por necessitarem, habitualmente, de um investimento menos elevado, por serem mais seguros e terem mais privacidade, como é o caso dos apartamentos em condomínios privados. Por ser uma casa inserida num prédio, em conjunto com outras habitações, os custos de manutenção são apenas necessários no interior da habitação. Ao pagar a respetiva prestação ao condomínio, este fica responsável pelas obras e manutenções do prédio. Dependendo do seu orçamento, existem diversos apartamentos – maiores, mais pequenos, de luxo, privados, etc. – e, um deles, corresponderá às necessidades da sua família na perfeição.
  • Kitchenette – estes imóveis são, normalmente, apartamentos mais pequenos e com menos divisões, sendo que a principal característica diferenciadora é a sala e a cozinha estarem ligadas, formando uma única divisão. Regra geral, são comprados por casais mais novos, em início de vida ou com orçamentos mais reduzidos.
  • Estúdio ou Loft – os estúdios são semelhantes aos imóveis anteriores: pequenos, compactos, mas, neste caso, sem divisões – a única divisão que existe é a do WC. Os lofts são muito parecidos com os estúdios pois não têm divisões e, quando estas existem, são criadas com paredes de dry-wall ou com mobiliário. Ideais para jovens e/ou que vive sozinho, estes imóveis apresentam um investimento mais reduzido, com poucas manutenções e, normalmente, estão bem localizados.
  • Duplex (ou triplex) – as características do imóvel em questão baseiam-se, como o nome indica, no número de andares que este possui. Podem estar localizados em apartamentos – chamados andares duplex/triplex – ou em casas térreas. Estas casas estão organizadas de inteligente, libertando espaço para ter um jardim, anexos, parque e outras áreas para atividades de lazer para adultos, animais e crianças.

 

  1. Procure a casa dos seus sonhos

Com o local escolhido, as necessidades da família identificadas e o tipo de imóvel escolhido, agora basta procurar e encontrar a casa dos seus sonhos. No Imovirtual pode colocar os filtros da sua pesquisa – classificação, tipologia, divisões, área útil e budget –, com base nas informações reunidas nos passos anteriores, e encontrará a sua casa facilmente. Da panóplia de resultados que irá encontrar no website do Imovirtual, selecione os que mais lhe interessam, agende visita, escolha a melhor opção e faça uma proposta.

Quer saber quais são os próximos passos? Leia também “Checklist a fazer na visita” , “O que é o crédito habitação?” e “Como escolher o melhor crédito habitação?” .