Barómetro
Em Destaque

Mercado Imobiliário em Números: Barómetro Anual 2022-2023

Preços médios das casas | Panorama geral

Neste barómetro iremos explorar as variações dos preços dos imóveis entre os anos de 2022 e 2023.

Começando com o panorama geral, no que diz respeito ao arrendamento de imóveis, observa-se um aumento na média de arrendamento de +41%, resultando num acréscimo de 350€ em comparação com o ano de 2022. Apesar das flutuações ao longo do ano, com uma tendência para uma leve estabilização nos valores médios, em 2023 houve um aumento de (+41%), agora fixando-se em 1.200€. Esse aumento no arrendamento é principalmente atribuído aos distritos de Portalegre, Leiria e à Ilha da Madeira, enquanto Coimbra, Bragança e Ilha Terceira registaram um aumento de preço menor. 

Quanto à venda de imóveis, a elevação nos preços médios de um ano para o outro foi mais moderada (+5%), representando um acréscimo de cerca de 12.950€ em relação ao ano anterior. Atualmente, o preço médio de uma casa é de 299.950€. Este aumento é consistente em todo o país, contudo, foi impulsionado pelos distritos de Castelo Branco, Évora e Coimbra. Em contrapartida, embora nenhum distrito tenha tido uma redução nos preços, os que tiveram menor variação foram Braga, Bragança, Lisboa e Porto. 

Notamos ainda que a compra de um apartamento ficou 6% mais cara em 2023 que em 2022, enquanto uma moradia teve uma redução de 4% em relação ao ano anterior. 

Valores de arrendamento | Distritos e Ilhas

Vamos agora aprofundar a análise dos anos de 2022 e 2023, começando por colocar o foco nos valores de arrendamento nos distritos e ilhas. 

Verifica-se que existiu uma subida dos valores médios de arrendamento de forma geral em todos os distritos, destacando-se os seguintes: 

  • Portalegre (+46%) que regista o maior aumento da renda média, passando de 325€ para 475€; 
  • Leiria (+35%), passa de 568€ para 765€; 
  • Ilha da Madeira (+35%) passa de 887€ para 1.200€; 
  • Lisboa (+34%), passa de 1.198€ para 1.600€; 
  • Faro (+30%), que passa 760€ para 990€; 
  • Porto (+29%), que passa de 850€ para 1.100€. 

Os distritos de Coimbra (8%), Bragança (9%) e Ilha Terceira (10%) foram os que registaram a maior descida ao longo deste ano no preço médio de arrendamento, com rendas fixas em 650€, em 450€ e 547€, respetivamente. 

Os distritos mais baratos para arrendar casa ao longo do ano de 2023 foram: 

  • Bragança (450€); 
  • Guarda (470€); 
  • Portalegre (475€); 
  • Castelo Branco (500€); 
  • Vila Real (522€). 

Lisboa permanece o distrito mais caro para arrendamento (com uma renda de cerca de 1.600€), seguindo-se a Ilha da Madeira (1 200€), Porto (1 100€), Setúbal (1 1100€) e Faro (990€).   

Valores de arrendamento | Concelhos em Destaque

Lisboa

Sabia que arrendar casa em Lisboa ficou 34% mais caro em 2023, face a 2022? O custo roudou, em média, os 1.600€. 

Os valores das casas no distrito de Lisboa atingiram os valores mais elevados em dezembro de 2023, com valores médios de 1.750€. Já em janeiro de 2022, o valor foi o mais baixo que se verificou ao longo destes últimos anos, tendo sido 1.045€. 

Embora tenha ocorrido um aumento em praticamente todos os concelhos, Cascais (69%), Cadaval (49%), Mafra (47%) e Odivelas (41%) destacam-se como os que tiveram o maior aumento na renda média ao longo do ano, em comparação com 2022. Os valores agora atingem 2.700€, 670€, 1.400€ e 1.200€, tendo aumentado 69%, 49%, 47% e 41% respetivamente. 

Lourinhã (750€, 7%) e Azambuja (750€, +9%) foram os únicos concelhos onde os preços médios subiram menos. 

Os concelhos mais caros para arrendar casa no distrito de Lisboa em 2023 foram: 

  • Cascais – 2.700€; 
  • Lisboa – 1.750€; 
  • Oeiras – 1.450€; 
  • Mafra – 1.400€; 
  • Odivelas – 1.200€. 

Os concelhos mais baratos para arrendar casa no distrito de Lisboa em 2023 foram: 

  • Cadaval – 670€; 
  • Lourinhã – 750€; 
  • Azambuja – 750€; 
  • Alenquer – 800€. 

Porto

Arrendar casa no Porto também aumentou! Verificou-se uma subida de 29% em 2023, face a 2022, tendo apresentado um custo de 1.100€. 

Abril e maio de 2023 foram os meses em que os preços das casas estiveram mais elevados (1.200€). O mês em que os preços estiveram mais baixos foi em junho de 2022 (820€). 

Felgueiras, Marco de Canaveses, Trofa e Vila Nova de Gaia apresentaram os preços mais elevados de arrendamento em comparação com o ano anterior, apresentando subidas de 67%, 63%, 46% e 44%, com os valores fixos em 750€, 700€, 875€ e 1.150€ respetivamente. 

Penafiel (8%) foi o único concelho que registou uma subida menor das rendas médias, ao longo do ano, passando de 550€ para 595€.  

Os concelhos mais baratos para arrendar casa em 2023 no distrito do Porto foram: 

  • Amarante – 575€; 
  • Penafiel – 595€; 
  • Lousada – 600€; 
  • Paços de Ferreira – 640€. 

Os concelhos mais caros para arrendar casa em 2023 no distrito do Porto foram: 

  • Porto – 1.200€; 
  • Matosinhos – 1.200€; 
  • Vila Nova de Gaia – 1.150€; 
  • Maia – 1.000€. 

Valores de venda | Distritos e Ilhas

Os distritos onde se registou um maior aumento no preço das casas foram: 

  • Castelo Branco (+35%), com valores que passaram de 82.000€ para 108.125€; 
  • Évora (+34%, de 125.000€ para 167.750€); 
  • Leiria (+23%, de 195.000€ para 239.500€); 
  • Coimbra (+23%, de 159.000€ para 195.000€). 

Os únicos distritos com subidas ligeiras foram Lisboa (1%), passando de 445.000€ para 449.450€, Braga (2%), tendo passado de 250.000€ para 255.000€, Porto (3%), de 292.500€ para 300.000€ e Bragança (3%), de 118.000€ para 121.000€. 

Os distritos mais baratos para comprar casa em 2023 foram: 

  • Portalegre (68.000€); 
  • Guarda (79.437€); 
  • Beja (103.125€); 
  • Castelo Branco (108.125€); 
  • Bragança (121.000€). 

Por outro lado, os distritos mais caros para comprar casa foram: 

  • Lisboa (449.450€); 
  • Faro (409.500€); 
  • Ilha da Madeira (400.000€); 
  • Setúbal (322.500€); 
  • Porto (300.000€). 

Valores de venda | Concelhos em Destaque

Lisboa 

Em 2023, comprar casa em Lisboa custou em média 449.450€. Este é o distrito mais caro do país, onde os preços têm aumentado continuamente. 

Verificou-se que, comparando o ano de 2023 com o ano de 2022, no distrito de Lisboa, o mês em que os preços das casas estiveram mais elevados foi abril de 2022 (472.500€), sendo que, no ano passado, esse valor não chegou a ser ultrapassado – o mais perto foi em dezembro de 2023 (460.000€).   

O mês em que os preços das casas estiveram mais baixos foi fevereiro de 2022 (425.000€). 

Cadaval registou um aumento de 38%, passando de 149.000€ para 205.000€; Arruda dos Vinhos teve um aumento de 33%, indo de 190.000€ para 253.500€. Azambuja subiu 30%, de 135.000€ para 175.000€, enquanto Alenquer teve aumento de 29%, de 139.000€ para 180.000€. 

Amadora caiu 12% para 220.000€ e Sobral de Monte Agraço diminuiu 1% para 179.900€, tendo sido os únicos concelhos que registaram uma quebra no preço médio de venda. Já Cascais e Odivelas mantiveram-se estáveis em 850.000€ e 315.000€, respetivamente. 

Azambuja (175.000€), Sobral de Monte Agraço (179.900€), Alenquer (180.000€) e Cadaval (205.000€) foram os concelhos mais acessíveis em 2023. Os mais caros foram Cascais (850.000€), Lisboa (545.000€), Oeiras (540.000€) e Mafra (448.000€). 

Porto

Em 2023, comprar uma casa no distrito do Porto custou, em média, 300.000€, refletindo um aumento de 3% em comparação com 2022. Os preços atingiram o pico em dezembro de 2023, atingindo uma média de 315.000€, enquanto janeiro de 2022 registou o valor mais baixo – 265.000€. 

Felgueiras liderou o aumento nos preços médios das casas, crescendo 21% para 198.315€. Outros aumentos notáveis ocorreram em Paços de Ferreira (+20%), Penafiel (+15%), e Trofa (+15%). 

Por outro lado, Paredes e Baião foram os únicos concelhos a experimentar uma diminuição nos preços médios de venda em relação a 2022, reduzindo 10% e 8%, respetivamente. 

Lousada (156.566€), Marco de Canavezes (158.456€), Paredes (160.552€) e Baião (167.229€) foram os concelhos mais baratos para comprar casa em 2023. Os mais caros incluem o Porto (349.077€), Vila Nova de Gaia (305.475€), Matosinhos (303.604€) e Vila do Conde (364.153€). 

Nas tabelas abaixo pode conferir as variações dos preços das casas para arrendamento e venda nos anos de 2022 e 2023 nos Concelhos pertencentes a Lisboa e Porto. 

variação dos preços arrendamento Lisboa
preços de venda em Lisboa
variação dos preços de arrendamento no Porto
preços de venda das casas no Porto
Botão Voltar ao Topo