Saiba calcular a taxa de juro

02 novembro 2020

De João Miguel

Saiba calcular a taxa de juro

Aprenda a calcular a taxa de juro

Saiba como calcular a taxa de juro para que possa planear o seu impacto financeiro no presente e futuro dos seus empréstimos. 

Talvez a palavra “juros” seja uma das mais comuns no mundo dos negócios. Mas sabe o significado desta palavra? De uma forma bastante simples, é possível afirmar que os juros são o preço do dinheiro. Ou seja, se pedir dinheiro emprestado a uma instituição financeira ou a alguém, sobre o montante que lhe for concedido haverá uma determinada remuneração a pagar. Esta remuneração é a chamada taxa de juro que geralmente surge sob a forma de percentagem e pode variar dependendo de vários fatores.   

Que fatores influenciam o cálculo da taxa de juro?

Existem inúmeros fatores que vão influenciar o cálculo da sua taxa de juro. Para conseguir conceber a contabilização ou para saber como a entidade que lhe irá cobrar essa taxa fará o seu cálculo, siga estes fatores abaixo. 

A Inflação é talvez o fator primordial na taxa de juro

A taxa de juro varia de acordo com a inflação. Se a inflação for alta, teremos uma taxa de juros alta e se for baixa, a taxa também será menor. Ou seja, é de certa forma indexada a este indicador financeiro.  

Para uma melhor compreensão, a inflação é o que se considera um aumento geral dos preços numa economia de mercado. Quando se verifica um aumento geral dos preços dos bens e serviços e não quando apenas alguns preços de artigos concretos sobem, isso é inflação. Pode-se considerar que a inflação afeta invariavelmente o custo de vida e logo, impacta a cálculo da taxa de juro. 

A política monetária afeta o cálculo da taxa de juro

As taxas de juros são influenciadas diretamente pela política monetária dos bancos centrais. Os bancos centrais ao fixarem a taxa de juro do dinheiro que emprestam aos bancos comerciais, influenciam as taxas de juro interbancárias.  E estas taxas de juro terão influência naquilo que pagamos pelo dinheiro. 

Se a sua taxa de juro estiver diretamente indexada a um indicador financeiro, como na europa poderá ser a taxa da Euribor, o seu valor mensal também terá impacto na forma como a sua taxa de juro é calculada ou registada. 

Procura de moeda

A taxa de juro também é influenciada pela lei da oferta e da procura. Ou seja, quanto maior for a procura de moeda, mais elevado será seu preço, ou seja, a taxa de juro eleva. E o contrário também acontece, quando a procura é menor, o juro baixa.  

Este juro, por exemplo, poderá estar associado a fatores que envolvem a transmissão diferenciada de moeda. Por exemplo, de dólar para euro.

  

Risco do Devedor

Este fator tem que ver com a maior ou menor probabilidade de o devedor pagar ou não a dívida. Quanto menor a capacidade de assumir o pagamento do valor em dívida, mais elevado será o juro. 

Isso verifica-se por exemplo, quando se analisa o stress financeiro que o pagamento da parcela mensal mais juros poderá ter no impacto financeiro da família ou negócio que está a incorrer na dívida. 

Para compensar o elevado valor de risco, poderá ter que subir a taxa de juro. 

Calcular taxa de juro pode ser uma tarefa complexa

Para perceber como calcular a taxa de juro, primeiro temos de perceber se os juros são simples ou compostos. 

Ou seja, as duas modalidades de juros que são mais utilizadas são as taxas de juros simples ou as taxas de juros compostos. Apenas esta distinção já opera grande diferença na fórmula de cálculo desse juro. 

As taxas de juros simples são apenas contabilizadas sobre o montante que foi emprestado. Já as taxas de juros compostos são calculadas mediante o montante que foi emprestado e ainda somado aos juros acumulados em cada período em que são contabilizados, crescendo exponencialmente. 

Parece complicado? Nem tanto.

Fórmula de cálculo de valor de juro simples

Para simplificar, vamos dar-lhe a fórmula de cálculo de um juro simples: 

Capital Inicial x Taxa de Juros x Tempo 

Por exemplo: Se pediu emprestado 1000€ a uma entidade, com uma taxa de juros de 10% ao ano ao longo de um ano (ou seja multiplicar por 1), o valor de juros cobrado será de 100€. 

 

Fórmula de cálculo de valor de juro composto

Com uma taxa de juro composta, a fórmula terá de ser adaptada a uma série de variáveis. 

A fórmula será: 

Montante = Capital Inicial x (1 + taxa de juros por período) elevado ao número de períodos no qual o capital inicial foi aplicado. 

Por exemplo: Se pediu emprestado 500.000€ por 3 anos a uma entidade que lhe cobra 5% de juros compostos ao ano, os juros serão calculados sobre o capital inicial mais os juros acumulados dos períodos anteriores.  

Ou seja, no primeiro ano teria 500.000€ x 5% x 1 = 25.000€ 

No segundo ano já teria 525.000€ (empréstimo + juros do primeiro ano) x 5% x 1 = 26.250€. 

Terceiro ano o cálculo já seria 551.250€ (empréstimo + juros do primeiro e segundo ano) x 5% x 1 = 27.562,50€. 

Esperamos que estas fórmulas e saber que fatores influenciam a sua taxa de juro, ajude a saber como calcular a taxa de juro que necessita. 

João Miguel Autor Imovirtual Blog

João Miguel é o homem dos números. O jeito para os números sempre foi inato, assim como o talento para a escrita. Já tentou fazer um sem o outro, mas não foi bem sucedido na tarefa. Por isso, hoje escreve para a secção 'Finanças' do Blog do Imovirtual.

Também lhe pode interessar

Ultima actualização: 21 junho 2021

Partilhar