Com um terreno por construir tem total liberdade para dar asas à imaginação e dar vida ao projeto que sempre idealizou. Nesta opção todas as decisões estão nas suas mãos, não tem de se limitar a uma estrutura e organização do espaço já existente.

Não terá de desenhar a casa, a não ser que tenha formação em arquitetura – deixe essa etapa com quem realmente sabe o que está a fazer – mas pode fazer um rascunho da disposição e planta do imóvel que pretende construir.

Como proprietário todas as decisões passarão por si, mas o seu esboço terá de ser aprovado e analisado por um especialista para que se torne viável. Existem inclusive programas online que lhe permitem desenhar a planta de uma casa: mobilar as divisões, testar decorações, organizar a disposição dos móveis. Construir uma casa vai ser uma aventura, por isso deixe-se levar e aproveite!

  1. Comece pela base: ou seja, primeiro define a área total da casa. Para isso precisa das medidas do terreno, anotações de declives, ou outros impedimentos;
  2. Desenhe o projecto da sua casa em papel: será depois mais fácil dar a conhecer as suas ideias ao arquiteto que tomar conta da obra;
  3. Caso esteja a planear construir uma casa com segundo piso, então é o momento de o esquematizar numa outra folha;
  4. Não se esqueça de pensar nas portas e janelas.

Por norma é um processo que demora algum tempo, tendo em conta as burocracias relacionadas – legalização do projeto, aprovação pela Câmara Municipal, entre outros. Não desanime. Ao construir a sua própria casa de raiz poderá contrabalançar estas demoras com o facto de que será o proprietário a gerir orçamentos e a escolher materiais; caso consiga acompanhar o projeto poderá controlar a sua evolução e tomar uma decisão imediata em caso de imprevistos.

Além de ter a possibilidade de tirar do papel a idealização da sua casa de sonho com a ajuda de um arquiteto, o segundo maior desafio é encontrar uma equipa de profissionais que se dedique com brio e cumpra os prazos do trabalho que irá desenvolver. Por isso, procure recomendações, investigue o mercado. O empreiteiro que escolher poderá estar alocado à sua obra por alguns meses, ou até dois anos – especialmente se o seu projeto for o de uma casa grande, com grandes detalhes e pormenores.

Boa Sorte!