Voltar à listaTerreno para comprar
Santarém
Benavente
Samora Correia
Largo General Humberto Delgado
Terreno T0 para Venda
Terreno T0 para Venda

Terreno T0 para Venda

950 000 €
Largo General Humberto Delgado , Samora Correia, Benavente
1 €/m²

Acompanhamento Virtual

Video

Propriedades

Área de terreno (m²):
1 480 000 m²

Descrição

Num conceito de investimento na área da aquacultura, oportunidade única de aquisição de uma vasta área onde existem condições para manter esta actividade, a qual se encontra actualmente em franca expansão.
Podendo de acordo com as condições as "marinhas" serem, adaptadas à produção de várias especies de peixes e/ou bivalves.


Esta salina tem uma área de superfice de 148 Ha, com um perimetro de 5.334m. Com grande atrativo do ponto de vista comercial, considerando os custos operacionais, de baixa proporção com a manutenção das zonas protegidas


A área de cultura corresponde a uma salina, denominada Marinha de Vasa Sacos, caracterizada por uma morfologia rectangular regular .


Actualmente em funcionamento, como uma unidade de produção , com diferentes zonas lagunares interligadas através do sistema de vias de entrada de água de canal e por comportas de saida, bem como comportasa secundárias, mantendo assim a ligação da água, no todo.


O Rio Sorraia, com os seus diferentes braços, agrante a entrada de água nas salinas.


80% da superficie das zonad lagunares, corresponde a praias ou zonas pouco profundas0,12-0,5 m /profundidade os restantes 20% sao poças de comportas e valas que correspondem a canais construidos em solo de salina, facilitando assim a renovação da água.



Muitas das salinas desactivadas, dedicam-se a produção de camarão, com produções situadas entre 100 e 200/300 Kg/ hectares/ano.


Actualmente existe uma produção de camarinha, para Espanha , sendo cerca de 60% do consumo espanhol de proveniencia das salinas portuguesas desactivadas.


Esta salina desactivada, foi convertida para exploração de camarinha, tal como muitas das que se encontram na Reserva Natural do Estuário do Tejo.


Neste tipo de exploração é de relevante importância, a manutenção dos niveis de água nos tanques bem como da estrutura original das salinas de modo a nao colocar em causa a a função de local de refúgio, reprodução e alimentação de várias aves da zonas nas quais se incluem espécies protegidas.


O que diferencia a exploração de sal da exploração de camarinha é o nível de água, sendo necessário, no caso da camarinha, um nível médio de água superior, nos tanques de preparação e nos tanques cristalizadores.


A vantagem para a exploração da camarinha, tem a ver com o aproveitamento, que é feito das salinas, sem existir necessidade de transformar tanques.


Caracterizado por ser um sistema extensivo de água salobra estagnada, com recurso a baixa tecnologia, de fácil gestao.


Na propriedade, existem 2 comportas secundárias, que fazem a ligação entre os diferentes tanques ou zonas lagunares ao canal de rega.


Comportas secundárias a Sul e a outra na zona Centro Norte. Nomeadamente com 1,8m de altura/0,55m e 1,5m/0,65, e comportas de saida a Sul (actualmenete inativa) e a Oeste e 2 comportas principais de entrada, composta por 4 galerias , a Sul e a Norte, ambas as comportas recebem água dos diferentes braços do Rio Sorraia.


cada galeria mede cerca 2m altura/1m .


Existem ligações que distribuem a água por toda a salina e entre as diferentes zonas lagunares.


Portugal, geográficamente encontra-se numa rota de aves migratórias de diferentes especies, muitas oriundas do Norte e Leste da Europa, em direcção ao Continente Africano , ao chegarem ao nosso pais encontram-se exaustas , sendo de grande importância as marinhas, para o patrimonio Biológico mundial.


A instalação de aquacultura extensiva de camarinhae eventualmente outras especies, como seja enguia, a dourada e o robalo.



Venha conhecer esta oportunidade única!

Mapa

Relatório de preços praticados

Terrains, Samora Correia

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Remax Grupo Team