Voltar à listaQuintas e herdades para comprar
Braga
Barcelos
Várzea
Rua de Crujães
Quintinha com Moinho Barcelos
Quintinha com Moinho Barcelos

Quintinha com Moinho Barcelos

390 000 €
Rua de Crujães , Várzea, Barcelos
93 €/m²

Acompanhamento Virtual

Video
Planta do Imóvel
Ver

Propriedades

Área de terreno (m²):
4 200 m²
Área útil (m²):
300 m²
Certificado energético:
F
Área bruta (m²):
300 m²
Condição:
Para recuperar

Descrição

Quintinha rústica com moinho, lagar e armazém de antiga serração, para reabilitar.

A propriedade é dividida pelo rio Covo, casa principal é de tipologia T3 necessita de obras, tem licença de captação da agua do rio onde tem acesso privado a uma poça que faz que o moinho trabalhe.

O prédio principal é composto por sala de estar e jantar, cozinha rustica com lareira, lavandaria, 3 quartos, e varanda, uma casa de banho.

Uma eira situada nas traseiras da casa principal com acesso à poça, com vistas deslumbrantes para os campos verdes.

O segundo prédio com licença de armazém onde tem 2 lagares de azeite um anexo coberto, que pode ser utilizado como garagem ou área de habitação.

O imóvel é composto por 2 artigos vendidos em conjunto.

Propriedade inserida em área rural, esta charmosa propriedade de construção com traça antiga possui potencial para ser transformada numa linda pousada de turismo rural, ou como quinta de eventos inserida num terreno com 4.200m2.

As duas casas fazem confrontação com o rio de água cristalina, face à Estrada Nacional Barcelos/Famalicão.

Dista cerca 50km do Porto, de 20km da Praia de Esposende, de 10km do centro de Barcelos e de 5km do acesso á autoestrada A11.

Barcelos Cidade do Símbolo de Portugal

A construção da imagem turística do país, cuja identidade era marcada pela sabedoria, honestidade e simplicidade, passou, forçosamente, pelas figurinhas de barro que eram, e continuam a ser, a expressão artística e criativa mais forte da região do Minho.
 
Neste sentido, imperdoável seria, de entre as várias figuras representativas do figurado de Barcelos, não falar do lendário Galo. Lendário porque, ao que a história indica, este ícone advém da interessante lenda popular que transporta Barcelos à época medieval, e que conta a epopeia de um peregrino a caminho de Santiago de Compostela, que foi salvo miraculosamente da forca, graças a Santiago, quando o cantar de um galo se fez ouvir de forma surpreendente. História de fácil entendimento popular e do qual emanou um símbolo de fácil interpretação.
 
Assim, no processo de ascensão turística do país, a olaria de Barcelos e a imagem do Galo, que já havia alcançado o respeito e o favoritismo de muitos anónimos e de notáveis artistas nesta região, fez pela primeira vez, uma espécie de estreia internacional, em Genebra, na Exposição de Arte Popular Portuguesa, no ano 1935. Um ano mais tarde, esta exposição repete-se, em Lisboa, com um extraordinário sucesso.
 
É com mais convicção que, a partir das décadas de 50 e 60, o Galo de Barcelos se transforma em símbolo do turismo nacional e ícone de identidade de uma nação.
 
Na insistente tentativa de valorizar, preservar e dar a conhecer as formas tradicionais da arte do povo português e os símbolos de identidade etno-históricos, tal como, o artesanato, que o SNI, a partir desta década, inicia uma sucessão de acontecimentos, dentro e fora do país, tendo como base de ação o sector do turismo.
 
O Galo de Barcelos torna-se uma presença constante em certames e eventos promocionais. Aparece como imagem principal dos cartazes turísticos que promovem o Portugal do folclore, das tradições, das paisagens verdes, do sol e praia e da hospitalidade das suas gentes. Passou a ser impossível visitar Portugal sem levar na mente aqueles galinhos que, constantemente, apareciam nas montras das lojas, ou na bagagem, como souvenir representativo de uma cerâmica de carácter inconfundível.
 
A própria cidade de Barcelos cresceu graças a esta figura de barro, que todas as quintas – feiras, naquela que ainda é a maior feira tradicional do norte de Portugal, alcançava o seu expoente máximo, embelezando as bancas dos feirantes e enchendo de orgulho os nobres artesãos que, genuinamente, elaboravam um símbolo nacional.

Galo este que é garrido e colorido, multifacetado no porte e nas formas, testemunho do Portugal das diferenças culturais e da variedade etnográfica, mas uno como nação com uma história e herança culturais das mais significantes da Europa.
 
O próprio Galo ganha espaço em vários contextos criativos e artísticos, e aparece em diversas interpretações fora do seu contexto habitual como na moda, na escultura, na pintura, no cinema e nas campanhas de marketing. O próprio conceito do galo ganha novas roupagens e aparece atualmente como um argumento criativo de excelência.
 
A imagem do Galo de Barcelos surge, nesta altura, associada a um Portugal moderno, empenhado na sua universalização enquanto destino turístico, e assume-se, definitivamente, como símbolo de identidade nacional, ultrapassando as fronteiras do concelho que lhe deu o nome.
 
Um símbolo de criatividade nos mais diversos contextos, quer tradicionais, artísticos ou digitais, ganhando uma universalidade intemporal difícil de igualar.

Barcelos terra de família e tradições!

Características

  • Anexo Habitacional

Mapa

Relatório de preços praticados

Farms and estates, Barcelos

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Haconchego Imobiliária