Voltar à lista
Quintas e herdades para comprar
Setúbal
Santiago do Cacém
São Domingos e Vale de Água
Quinta em Vale de Água - Santiago do Cacém
Quinta em Vale de Água - Santiago do Cacém

Quinta em Vale de Água - Santiago do Cacém

280 000 €
São Domingos e Vale de Água, Santiago do Cacém, Setúbal
35 669 €/m²

Acompanhamento Virtual

Video

Propriedades

Área de terreno (m²):
7,85 m²
Certificado energético:
F
Área bruta (m²):
178 m²
Condição:
Para recuperar

Descrição

Excelente propriedade na freguesia de Vale de Água em Santiago do Cacém, com uma área total de 7,85 hectares sendo constituída por um conjunto de 4 terrenos sendo possível a sua unificação e potenciar a viabilidade construtiva para habitação e/ou para projeto de turismo em espaço rural.

Com Pedido de Informação Prévia simples, emitido pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, que prevê com a unificação, uma habitação própria até 378m2 de construção assim como dependências agrícolas até 945m2. Para um projecto de turismo em espaço rural, na modalidade de casas de campo é viável a construção até 4.000m2 e para hotel rural até 6.000m2, condicionado a áreas de REN e/ou zonas de risco alto de incêndio.

Com duas habitações para recuperar, com uma área bruta de construção total, registada de 178m2, mais 98m2 registados como área bruta dependente. A propriedade tem eletricidade, furo de água e poço.

Sendo o terreno ligeiramente ondulado e com uma zona pequena de montado de sobro.

Com uma excelente localização, e exposição solar, a propriedade fica muito próxima da Barragem de Campilhas e a 15 minutos do Cercal do Alentejo.

Excelente oportunidade para uma casa de campo em plena paisagem alentejana ou para turismo na modalidade de casas de campo ou hotel rural.

Financiamento Bancário:

A Habita é parceira de várias entidades financeiras possibilitando a todos os seus clientes simulações gratuitas de Crédito à Habitação.

Localização:

Santiago do Cacém é uma cidade portuguesa no Distrito de Setúbal, é sede de um dos maiores municípios de Portugal, com 1 059,77 km² de área.
É sede de um dos maiores municípios de Portugal, com 1 059,77 km² de área e 29 749 habitantes (2015 INE), subdividido em 8 freguesias.
O município é limitado a norte pelo termo de Grândola, a nordeste por Ferreira do Alentejo, a leste por Aljustrel, a sul por Ourique e Odemira e a oeste por Sines e tem litoral no oceano Atlântico. É o único município de todo o Alentejo que contém 2 cidades dentro do seu termo (Santiago e Santo André). Possui ainda três vilas (Cercal, Alvalade e Ermidas-Sado).

História:

O seu nome deriva do Governador Mouro Kassim e da Ordem de Santiago.
Dotada de uma localização geográfica estratégica, as populações humanas procuraram, desde épocas remotas, esta região para se estabelecer. As escavações efectuadas no Castelo Velho, onde se situam as ruínas romanas de Miróbriga, demonstram que a região foi habitada desde a Pré-história.
As ruinas de Miróbriga representam um dos mais marcantes vestígios da ocupação dos Romanos no Sudoeste de Portugal.
Foi classificada de Imóvel de Interesse Público, em 1940. A cidade romana estende-se por mais de 2 km, apresentando ruínas de edifícios de habitação, ruas pavimentadas, um hipódromo, termas, uma ponte e um fórum.
Com a colonização romana, desenvolveu-se para a área comercial em torno do fórum. As termas, entre as mais bem preservadas em Portugal. Relativamente perto das termas, existe uma ponte com um único arco semicircular. O hipódromo é o único completamente conhecido em Portuga eestá localizado mais longe do centro.
Terá sido por volta de 712 e já após o declínio de Miróbriga que os mouros atingiram o território, edificando o castelo na colina defronte; pensa-se inclusivamente que o nome Kassem estará ligado ao alcaide mouro. A ocupação moura prolongou-se até ao séc. XII e muitas batalhas pela reconquista se travaram no território até que, em 1217, voltou definitivamente à posse dos cristãos, tendo D. Afonso II confirmado a doação de seu pai à Ordem dos Espatários.

Economia:

No concelho predominam as atividades ligadas ao setor primário, seguidas das do secundário e do terciário.
A agricultura mantém ainda uma grande importância, com 43,9% da área do concelho destinados à exploração agrícola, destacando-se os cultivos de cereais para grão, de prados temporários e de culturas forrageiras, de culturas industriais, do pousio, do olival, de prados e de pastagens permanentes.
A pecuária reveste-se também de alguma importância, nomeadamente na criação de aves, ovinos e suínos.
Cerca de 7785 hectares do seu território são cobertos de floresta.
Assim, a agricultura, a suinicultura e o descasque de arroz são as atividades de maior importância, seguidas pela indústria, nomeadamente as oficinas auto, a construção civil, a serralharia civil, a transformação de mármores, a serração de madeira e a transformação de cortiça.

Cultura e lazer:

São muitas as manifestações populares e culturais no concelho: a festa de Nossa Senhora da Graça, realizada no último domingo de maio, com várias cerimónias religiosas, designadamente encontros de oração, e as feiras anuais, no quarto domingo de abril e no quarto domingo de julho; a Santiagro, 'Feira Agrícola', em maio, de promoção económica e cultural; a FATAL - Feira de Artesanato e Turismo do Alentejo Litoral; as festas tradicionais de Relvas Verdes, ambas em julho; a Feira do Monte, em setembro; as festas tradicionais de Aldeia dos Chãos, em agosto, e o Dia do Município, a 25 de julho.

No artesanato, salientam-se os trabalhos de latoaria, as rendas, os bordados, os trabalhos em barro e de cortiça, a tapeçaria e a madeira.

Como instalação cultural, o concelho possui o Museu Municipal de Santiago do Cacém, no qual são de relevar as secções de numismática e de arqueologia, esta última representativa da ocupação humana na região, desde os tempos do Paleolítico Superior. Na coleção de etnografia, destaque para a cozinha tradicional alentejana, a que se junta a recriação de um quarto popular, o qual faz contraponto com outro de gosto marcadamente burguês e que se insere num notável legado de uma das famílias da região - os Condes de Avillez.
Em 1895 chega a Portugal o primeiro automóvel, propriedade do Conde de Avilez, de Santiago do Cacém;
A titulo de curiosidade, também o 1.º Rolls Royce que veio para Portugal, veio para Santiago do Cacém, propriedade de José Sande Champalimaud e o registo automóvel com n.º 1,em 1904, foi igualmente para Santiago do Cacém, em nome de Augusto Teixeira de Aragão.

Pontos a visitar:
- Castelo de Santiago do Cacém
- Estação Arqueológica de Miróbriga
- Museu Municipal de Santiago do Cacém
- Castelo de Santiago do Cacém
- Badoca Safari Park
- Ponte medieval de Alvalade
- Área do Castelo Velho com as ruínas da cidade romana Miróbriga
- Igreja de Santiago ou Igreja Matriz de Santiago do Cacém
Categoria Energética: F

Características

  • Árvores de Fruto
  • Vista de campo
  • Ligação a rede de água
  • Ligação a rede eléctrica

Mapa

Mais anúncios de Habita | O seu parceiro imobiliário.