Logo
Voltar
Apartamento para comprar
Lisboa
Loures
Sacavém e Prior Velho
Rua Pinheiro Chagas
Apartamento T3 em Sacavém

Apartamento T3 em Sacavém

160 000 €
Rua Pinheiro Chagas, Sacavém e Prior Velho, Loures, Lisboa
1 231 €/m²
Apartamento T3 em Sacavém

Propriedades

Área útil (m²):
130 m²
Área bruta (m²):
130 m²
Empreendimento:
não
Tipologia:
T3
Ano de construção:
1969
Casas de Banho:
1
Certificado Energético:
D

Descrição

Excelente T2 transformado em T3 em Sacavém, inserido em prédio com óptimo estado de conservação. Zona Calma, perto de escolas, farmácia, cerca de 10 minutos da estação dos comboios com todo tipo de comércio e serviços.
Cozinha equipada, com acesso ao pátio, quartos com áreas generosas, com possibilidade de ser criado num dos quartos um closet, e o outro ser convertido em uma suite, casa de banho remodelada recentemente, com canalização nova.
Boa exposição solar, nascente-poente, no coração da Fonte Perra, um dos bairros mais calmos de Sacavém, conhecido pela tranquilidade e sossego.
Existe projeto já aprovado na câmara para ampliação do imóvel fechando o pátio exterior.

Sacavém foi reguengo, terra da Coroa, durante alguns séculos, daí a importância económica das actividades agrícola e vinícola na região.

A tradição afirma que durante a Idade Média, uma Albergaria de leprosos e peregrinos desempenhou um papel marcante em Sacavém. Sabe-se que em 1599 a peste devastou a população e como a igreja matriz (já desaparecida) não chegava para enterrar os mortos, o prior mandou sepultá-los junto da Capela de Santo André, onde tinha havido um hospital de leprosos e albergaria de peregrinos. Ao ser aberta a primeira cova surgiu uma imagem gótica. O povo de imediato a levou em procissão até à capela de Santo André, pedindo a Nossa Senhora da Saúde que os livrasse da peste. Desde então o povo de Sacavém venera a Nossa Senhora da Saúde e dedica-lhe uma festa anual, no primeiro domingo de Setembro.

O terramoto de 1755 destruiu quase totalmente esta freguesia, arruinando a igreja matriz, que foi substituída pela Capela da Nossa Senhora da Saúde.

Por esta altura aqui viviam cerca de 1.500 pessoas, em 353 fogos e pouco desenvolvimento houve até ao século XIX. Apesar da forte actividade agrícola e comercial da região (o rio acabou por ter uma importante função como via de escoamento de produtos agrícolas), a população era constituída essencialmente por trabalhadores rurais e pequenos artesãos. A freguesia estava cercada de Quintas pertencentes à nobreza, que durante as lutas liberais foram passando para a burguesia.
Pouco a pouco, a fisionomia de Sacavém foi-se alterando: as quintas dão lugar a novas fábricas ou adaptam-se a habitações.

Nos finais do século XIX, a freguesia conta com mais de 2000 habitantes, dos quais cerca de metade são operários da Fábrica de Loiça, indústria de crucial importância económica para a zona.

O movimento associativo começa a ter expressão no início o século XX – em 1900 é fundada a “Sacavenense”, Cooperativa de Crédito e Consumo, uma das mais antigas de Portugal. Logo depois surge o Clube Recreativo (1909), o Sport Grupo Sacavenense (1910), o Clube dos Caçadores (1921) e a Academia Recreativa e Musical de Sacavém (1927).

Em 1927, Sacavém é elevada a Vila pelo Decreto nº 14.676, de 7 de Dezembro.

Características

  • Acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada
  • Terraço

Mapa

Relatório de preços praticados

Apartments T3, Sacavém e Prior Velho

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Century21 Nações III