Logo
Voltar à lista
Apartamento para comprar
Setúbal
Barreiro
Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena
Apartamento T3, arrecadação com elevador no Centro do Barreiro
Apartamento T3, arrecadação com elevador no Centro do Barreiro

Apartamento T3, arrecadação com elevador no Centro do Barreiro

198 900 €
Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena, Barreiro, Setúbal
1 484 €/m²

Acompanhamento Virtual

Video

Propriedades

Área útil (m²):
134 m²
Área bruta (m²):
188 m²
Tipologia:
T3
Ano de construção:
2006
Casas de Banho:
2
Certificado Energético:
D
Condição:
Usado

Descrição

Este é um apartamento espaçoso e em excelente estado junto ao LIDL (antigo Campo do Luso), num prédio em ótimo estado de conservação com uma fração por piso e elevador.
Este imóvel conta com a cozinha independente da sala, totalmente equipada, 3 quartos de chão flutuante com grandes áreas sendo um deles suite com base de duche, e dois deles com roupeiro. A casa de banho de serviço esta esquipada com banheira de hidromassagem. A sala é espaçosa com imensa luz natural. Conta também com dispensa e duas varandas, uma delas com acesso da sala e a outra com acesso da cozinha.
Todo o apartamento está equipado com aquecimento central e janelas com vidro duplo e estores elétricos. Tem disponível ainda uma arrecadação no sótão com janela velux. Todo o apartamento tem aspiração central.
A localização é excelente já que se encontra perto de todo o tipo de comércio, sendo ele o pequeno comércio com bastante oferta nesta zona ou comércio de maiores dimensões como sendo o LIDL, e ainda de transportes como os autocarros dos TCB ou a Estação Ferroviária Barreiro A.
Infra estruturas assim como o Parque Catarina Eufémia ou o Fórum Barreiro encontram-se a uma pequena distancia a pé assim como todo o tipo de serviços comerciais ou de Estado que o centro do Barreiro tem disponíveis.

Barreiro é uma cidade Portuguesa no distrito de Setúbal, com 63 363 habitantes.

É sede do município do Barreiro com 36,39 km² de área e 78 764 habitantes (2011), subdividido em 4 freguesias. O município é limitado a leste pelo município da Moita, a sudeste por Palmela, a sul por Setúbal e Sesimbra, a oeste pelo Seixal e a norte pelo rio Tejo e o seu estuário. Na outra margem encontra-se a cidade de Lisboa.

De salientar que a cidade do Barreiro apresenta uma posição estratégica a 6 km da Baixa Alfacinha. Banhada pelo rio Tejo e apoiada por um importante terminal rodo-ferro-fluvial, dista, por via terrestre, 20 km da cidade de Lisboa (pela Ponte 25 de Abril — 35 km pela Ponte Vasco da Gama) e cerca de 35 km de Setúbal, capital de distrito (pela A2).

O Barreiro foi elevado a cidade a 28 de junho de 1984, sendo Presidente da Câmara Hélder Nobre Madeira. O Presidente da Câmara Municipal é Frederico Rosa do PS. O feriado municipal é a 28 de Junho.

A cidade portuguesa de Barreiro teve origem numa «pobra» ou aldeia ribeirinha, repovoada após a reconquista, sob a égide dos Cavaleiros da Ordem de Santiago da Espada. A paróquia de Santa Cruz do Barreiro remonta aos séculos XIII-XIV, tendo sido comenda da Ordem de Santiago da Espada.

Os seus povoadores dedicavam-se às actividades piscatórias e da extracção do sal. Terra de pescadores e de gentes do campo levou vida obscura, se bem que tivesse sido elevada a vila em 1521. No esteiro do rio Tejo que no Barreiro entra pelo Rio Coina encontrava-se Vale de Zebro, onde outrora se erguiam fornos que fabricavam os biscoitos que abasteciam as naus que saíam de Lisboa, rumo à Índia e ao Brasil.

Nas duas margens dos esteiros funcionavam moinhos de maré que fabricavam a farinha para os biscoitos. Os celeiros, fornos e moinhos subsistiram até ao século XIX. O município do Barreiro, ao ser extinto o de Alhos Vedros a 24 de Outubro de 1855, passou a integrar na sua área as freguesias de Palhais e de Lavradio.

O desenvolvimento do Barreiro teve início em 1861, com a exploração das linhas férreas até Vendas Novas (57 km) e até Setúbal (13 km). A sua expansão deve-a, contudo, a partir de 1906, com a adjudicação a um grupo de industriais do Caminho-de-Ferro-Sul-e-Sueste, inicialmente entre o Barreiro e Vendas Novas. Com o surgimento deste meio de transporte, este haveria de despoletar um processo histórico, que viria a ser determinante, não só para o município, como para o país. A implementação de indústrias pela Companhia União Fabril (CUF), desde 1898 dirigida pelo dinâmico e empreendedor empresário que foi Alfredo da Silva.

Desde então o Barreiro tornar-se-ia uma “moderna vila industrial e operária", transformando por completo o antigo aspecto da vila, tanto social, económica, como urbanisticamente, o Barreiro transfigurava-se. A malha urbana cresceria além dos limites do próprio município, até à vizinha Moita. Os vestígios deste passado são ainda hoje uma marca da cidade, através das Oficinas da CP, dos Bairros Operários, e em especial do ainda presente parque industrial-empresarial da Baía do Tejo (actual nome da antiga CUF, QUIMIGAL e Quimiparque).

O Barreiro ascendeu ao título de cidade em 28 de Junho de 1984, sendo presidente da Câmara na época Hélder Nobre Madeira. O presidente actual (2021) é Frederico Rosa.




Não perca tempo, agende já a sua visita!

Características

  • Aquecimento Central
  • Armário
  • Caldeira
  • Cozinha Equipada
  • Despensa
  • Elevador
  • Estores Eléctricos
  • Gás Canalizado
  • Porta Blindada
  • Varanda

Mapa

Relatório de preços praticados

Apartments T3, Alto do Seixalinho, Santo André e Verderena

Baseado nos preços dos anúncios activos no Imovirtual

Mais anúncios de Horizonte Inesgotável, LDA