Rendas das casas não aumentam em 2021

11 setembro 2020

De imovirtual

Rendas das casas não aumentam em 2021

Depois de cinco anos seguidos a subirem, as rendas habitacionais e comerciais não vão subir no próximo ano. A causa para este congelamento é a taxa de inflação ter sido nula em agosto.

Está confirmado. As rendas não irão aumentar em 2021, depois de cinco anos consecutivos a subirem. E porquê? Porque, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), a inflação dos últimos 12 meses, a terminarem em agosto, ficou no negativo. Com este resultado, não irá haver atualizações dos valores das rendas no próximo ano.

De acordo com a lei, os senhorios podem atualizar as rendas baseando-se nos valores da inflação. É um facto que estas atualizações são, normalmente, de apenas alguns euros. Naturalmente, dependendo sempre do valor da renda.

Para se fazer esse cálculo, é necessário ter em conta a inflação dos últimos 12 meses, até agosto. Estando a inflação em números negativos, esse aumento não irá acontecer no próximo ano.

Olhando para os dados do INE, do mês de agosto, “o IPC [índice de Preços do Consumidor] registou uma taxa de variação mensal de -0,03%”. Esta informação vem confirmar as estimativas lançadas no final de agosto.

De acordo com o jornal ECO, este congelamento é feito depois da subida das rendas durante 5 anos. O aumento deste ano foi de 0,51%, de 1,15% em 2019, de 1,12% em 2018, de 0,54% em 2017. Em 2016 o aumento foi de 0,16%. A última vez que houve um congelamento de rendas foi feito em 2015.

Olhando ainda para a notícia avançada pelo ECO, o coeficiente de atualização das rendas diz respeito às rendas habitacionais, de renda livre ou renda apiada, assim como as rendas não habitacionais.

Ultima actualização: 11 setembro 2020

Partilhar