Portugal é um lugar bonito para se viver, mas encontrar a cidade perfeita para o seu orçamento pode parecer uma tarefa impossível. Então, qual será a cidade, considerando o seu salário, que lhe permitirá ter a casa dos seus sonhos? E quais são os melhores lugares para investir numa propriedade e rentabilizar o máximo possível, caso anos depois decida vender e obter uma boa margem de lucro?

Recorrendo a dados oficiais do governo e aos preços dos imóveis anunciados no Imovirtual em 2018 e 2019, apresentamos o Índice de Habitação Urbana de 2019 aplicado à realidade portuguesa.

 

Os lugares onde as propriedades são mais acessíveis

 

Índice de Habitação Urbana de Portugal 2019 ─ Ranking

Quais são as cidades mais acessíveis para o seu salário? 

Em primeiro lugar surge São Jorge, Açores. Demarca-se pela sua beleza e, em 2019, o custo de uma casa ronda os 49.333€ e o salário médio os 13.293€. Uma casa nos Açores é mais acessível do que imagina.

Lajes do Pico, também nos Açores, ocupa o segundo lugar do índice. A sul dos Açores, a área é conhecida pela possibilidade de se observar baleias. O preço médio das casas corresponde a 70.500€ e o salário médio a 15.007€. O rácio salário/propriedades corresponde a x4.70 – não poderá ser considerado mau, tendo em conta a incrivel beleza pela qual é conhecida respetiva zona.

Geograficamente longe dos Açores, temos Portalegre, que ocupa o terceiro lugar. Esta cidade é conhecida pelo seu charme natural que emana das amplas planícies, vistas montanhosas entre outras coisas. É uma óptima opção para se afastar da azáfama de cidades excessivamente movimentadas. Uma casa nesta área custa em média 85.269€, sendo o salário médio igual a 18.022€. A relação salário/propriedade é ligeiramente superior ao rácio de Lajes do Pico, correspondendo a x4,73.

 

As melhores cidades para Investir

 

Índice de Investimento em Habitação Urbana – Ranking

Para muitos compradores, a ideia de vender a sua casa com lucro no futuro é algo que pode influenciar onde escolhem viver. Consulte a tabela a baixo que define as cidades onde o valor de propriedade aumentou nos últimos 12 meses, assim como, as áreas onde o valor diminuiu.

Calheta (Madeira) é um bom lugar para investidores imobiliários se focarem, tendo os preços de propriedades aumentado 1,231.57% em apenas 12 meses ― o que equivale a um aumento de 19 172€.

Évora, está em segundo lugar, onde os preços das casas aumentaram 1,204.42% entre 2018 e 2019. Em 2018, uma propriedade custou, em média, 130 540€. Ou seja, verificou-se um aumento de 15 723€ para 146 263€, em apenas um ano.

Vila do Porto, nos Açores, também é uma zona que vale a pena considerar, caso o investimento futuro seja um aspeto importante para quem se encontra a comprar casa. visto que os preços subiram 1,096.33% em 2019. Não só pode beneficiar por viver numa área deslumbrante, como também há possibilidade de a sua propriedade aumentar o valor ao longo dos anos.

 

Metodologia

Recorrendo a dados recolhidos pelo Imovirtual em relação a preços de casas em Portugal, considerámos cada cidade principal em cada município juntamente com o preço médio de uma casa entre 2018 e 2019.

Dados do ine.pt foram usados para classificar o salário médio anual para cada uma destas cidades.

Utilizando uma figura de 20% de depósito para Portugal, descobrimos quanto dinheiro alguém precisa de juntar para um depósito em 2019 ao multiplicar o preço de uma casa em 2019 por 20%.

Depois, descobrimos o preço de uma casa como percentagem do salário médio ao dividir o preço médio de uma casa em 2019 pelo salário médio. Esta percentagem permitiu-nos saber a relação Propriedade/Salário depois de ser dividida por 100.

Para determinar as melhores áreas para investimento, calculámos o aumento de preço para cada área em apenas 12 meses ao subtrair o preço de 2018 pelo preço de 2019.

Removemos Santa Cruz das Flores e Corvo devido à falta de dados relativos ao salário e ao preço de propriedades.

 

Fontes

Preços de Propriedades

https://www.everythingoverseas.com/portugal/section-4-mortgages/

Dados de Salário

https://ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=384208622&PUBLICACOESmodo=2