4 000 000 €
  • 88 000 m²
Anúncio Agência

Propriedade mista, urbana baixa densidade, actividades ec...

4 000 000 €
45 €/m²
Anúncio Agência
The House 4 You
215

Propriedades

  • Área de terreno (m²): 88 000 m²

Descrição

QUINTA DO PAPEL
(ANTIGA INSTALAÇÃO FABRIL DA TINTURARIA CAMBOURNAC) ENQUADRAMENTO TERRITORIAL CAPACIDADE DE USO DE SOLO




UNIÃO DAS FREGUESIAS DE CACÉM E SÃO MARCOS
CONCELHO DE SINTRA

ÍNDICE
1 – Enquadramento geográfico do concelho de Sintra 3
2 – Enquadramento geográfico da Quinta do Papel 2
3 - Parâmetros de usos, ocupação e transformação do solo da Quinta do Papel 9
3.1 - Plano Diretor Municipal em vigor 9
3.2 - Proposta de ordenamento do território resultante da revisão do PDM-Sintra 10
3.3 - Plano rodoviário municipal. Plano de mobilidade 11 1. ENQUADRAMENTO GEOGRÁFICO DO CONCELHO DE SINTRA
O concelho de Sintra integra a Área Metropolitana de Lisboa (AML) que é constituída por 18 municípios que totalizam uma área territorial de 2.934,8 Km2. Sintra integra ainda a sub-região da Grande Lisboa (NUTIII), correspondente à AML Norte, ocupando cerca de 23,2% desse território. Figura 1 - Enquadramento do concelho de Sintra na região administrativa da AML
Integrado no Centro Litoral Português, o concelho de Sintra é limitado a norte pelo concelho de Mafra, a sul pelos concelhos de Oeiras e Cascais, a nascente pelos concelhos de Odivelas, Loures e Amadora, e a poente pelo Oceano Atlântico, numa extensão de cerca de 25 km, formando uma costa alcantilada. Ocupando uma área de 319,2 km2 e possuindo uma população residente de 377.835 habitantes, segundo os resultados definitivos do Censos 2011, o concelho de Sintra destaca-se no contexto nacional e regional pela sua grandeza territorial e dimensão populacional, sendo mesmo o 2º concelho mais populoso do país, logo atrás do concelho de Lisboa. No quadro nacional e regional o concelho de Sintra representa:  3,57% da população total nacional (10.562.178 habitantes);  13,37% da população total da Área Metropolitana de Lisboa (2.821.876 habitantes);  19,82% da população total da Grande Lisboa (1.905.591 habitantes).
Com a publicação da Lei nº 11-A/2013, de 28 de janeiro, que aprovou a reorganização administrativa do território das freguesias, o concelho de Sintra passou das anteriores 20 para as atuais 11 freguesias, em resultado de agregação e sem alteração nos limites administrativos:
• União das Freguesias de Agualva e Mira Sintra;
• Freguesia de Algueirão – Mem Martins;
• União das Freguesias de Almargem do Bispo, Pero Pinheiro e Montelavar;
• União das Freguesias de Cacém e São Marcos;
• Freguesia de Casal de Cambra;
• Freguesia de Colares;
• União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão;
• União das Freguesias de Queluz e Belas;
• Freguesia de Rio de Mouro;
• União das Freguesias de São João das Lampas e Terrugem;
• União das Freguesias de Sintra (São Martinho, Santa Maria, São Miguel e São Pedro de Penaferrim).
Figura 2 - Limites administrativos do concelho de Sintra, com a referência em círculo vermelho da área referente à Quinta do Papel.
No concelho de Sintra identificam-se áreas com um importante património natural, arqueológico, cultural, histórico e paisagístico, dos quais se destacam o Parque Natural Sintra Cascais, e o conjunto monumental e paisagístico da Vila e Serra de Sintra, reconhecido pela UNESCO como Paisagem Cultural Património da Humanidade. A complexa e vasta composição territorial que carateriza o território municipal é servida e atravessada por um sistema de mobilidade e acessibilidades rodoviário e ferroviário que garantem, para além das ligações internas, as principais ligações com os concelhos vizinhos e a toda a AML.
A rede rodoviária estruturante é composta por 4 Itinerários Complementares (IC), integrados na rede de autoestradas (AE), 4 Estradas Nacionais (EN) e 2 Estradas Regionais (ER), da máxima importância para a estruturação do território concelhio e metropolitano e para o desenvolvimento urbano e económico.
Os eixos constituídos pelo IC19/A37, infraestrutura rodoviária inserida no eixo urbano Lisboa/Amadora/Sintra, e o eixo circular IC16/A16 (entre a CREL e o Lourel) e IC30/A16 (entre o Lourel e a ligação à A5), permitem a redistribuição de fluxos e apresentam funções estruturantes e relevantes no contexto da AML Norte. As Estradas Regionais ER 247 e ER19, e ainda as Estradas Nacionais EN9, EN 117, EN249-3 e EN249-4 completam a rede viária estruturante e garantem importantes ligações tanto no interior do concelho como aos concelhos vizinhos
O concelho de Sintra é ainda servido por duas linhas ferroviárias da CP – Comboios de Portugal, a Linha de Sintra e a Linha do Oeste. A Linha de Sintra situa-se no grande eixo urbano Lisboa/Sintra, sensivelmente paralela ao Itinerário Complementar IC19, servindo as zonas de maior densidade populacional do concelho, garantindo a ligação aos concelhos de Amadora e Lisboa. A Linha do Oeste separa-se da Linha de Sintra após a estação de Agualva-Cacém assegurando, a partir de Mira Sintra – Meleças, a ligação à zona oeste nos concelhos de Torres Vedras, Caldas da Rainha, Leiria e Figueira da Foz.
2. ENQUADRAMENTO GEOGRÁFICO DA QUINTA DO PAPEL
A Quinta do Papel, local onde funcionou a Unidade Fabril da Tinturaria Cambournac, é uma propriedade que se localiza no concelho de Sintra, na União de Freguesias de Cacém e São Marcos, junto à Ribeira dos Ossos, a oeste da rodovia IC 19 / A 37.
Figura n.º 3 – Identificação da propriedade Quinta do Papel, no interior do polígono de linha castanha.
A autoestrada IC 19/ A 37 é a via mais movimentada de Portugal com 103. 000 (cento e três mil carros por dia), sendo que a Quinta do Papel confina diretamente com a rodovia como se pode constatar da figura n.º 4.
Figura n.º 4 – Visibilidade da Quinta do Papel através da faixa de rodagem do IC 19 / A 37.
Fonte: Google Maps/Google Earth.

Figura n.º 5 – Visibilidade da Quinta do Papel através da faixa de rodagem da Rua Cidade de Évora. Fonte: Google Maps/Google Earth.




Figura n.º 6 – Vista aérea sobre a Quinta do Papel. Fonte: Google Maps/Google Earth.
A imagem apresentada pela Figura n.º 6 permite mostrar a ligação física entre a Quinta do Papel, a rodovia IC 19/ A 37A, a ferrovia Sintra-Lisboa, a cidade de Agualva-Cacém, a freguesia de Massamá e o aglomerado de São Marcos.
A propriedade dista em linha reta 300 metros dos estúdios de Televisão Lda, SP (TVI), 1000 metros da estação de comboios da Agualva-Cacém, 1000 metros da estação de comboios de Massamá, 1000 metros do complexo industrial da Bela Vista, 1500 metros do polo tecnológico Tagus Park e 1800 metros do Campus Sintra da Universidade Católica Portuguesa. Figura n.º 7 – Vista aérea dos limites aproximados da Quinta do Papel. Fonte: Ortofotmapa 2014.



Figura n.º 8 – Enquadramento territorial da Quinta do Papel com a rede rodoviária e ferroviária e o restante ambiente urbano.
Fonte: Google Maps/Google Earth.
3. PARÂMETROS DE USOS, OCUPAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DO SOLO DA QUINTA DO PAPEL
3.1. Plano Diretor Municipal em vigor
A propriedade apresenta uma área de 8,8 ha, distribuídos entre as instalações da antiga unidade fabril, o edifício de habitação da antiga quinta e área livre. São cerca 1,1 ha da superfície ocupada por construção industrial, 0,1 ha de área habitacional e o restante corresponde a terrenos sem construção.
O Plano Diretor Municipal do Concelho de Sintra (RCM n.º 116/99 de 16/09) classifica a Quinta do Papel nas seguintes classes de espaços:
- Espaços urbanos
Estão inseridos em classe de Espaços urbanos cerca de 3,50 ha.
- Espaços Culturais e Naturais de Nível 1
Encontram-se nesta classe de espaços cerca de 4,45 ha.
- Espaços de proteção e enquadramento
Estão nesta categoria de espaços 0,90 ha.

Figura n.º 9 – Identificação da propriedade Quinta do Papel (padrão traço vermelho), num extrato da carta de ordenamento do PDM-Sintra. As classes de espaços estão bem identificadas por diferente textura.
Fonte: PDM-Sintra (1999) 3.2. Proposta de ordenamento do território resultante da revisão do PDM-Sintra
Está disponível no sítio da internet da Câmara Municipal de Sintra uma proposta da carta de ordenamento, com a seguinte classificação dos terrenos da Quinta do Papel:
- Espaços Atividades Económicas (antigos espaços industriais)
Nesta categoria de espaços estão cerca de 1,53 ha da propriedade.
- Espaços Urbanos Baixa Densidade
Estão incluídos nesta categoria de espaços 0,88 ha da propriedade.
- Espaços Florestais 2
Estão incluídos nesta categoria de espaços 6,32 ha.
Figura n.º 10 – Identificação da Quinta do Papel, num extrato da carta de ordenamento da nova proposta do PDM-Sintra.
Fonte: Revisão do PDM-Sintra (2018)
3.3. Plano rodoviário municipal. Via adjudicada pela Câmara Municipal de Sintra
A câmara municipal prossegue na sua competência de dotar o município das vias rodoviárias necessárias ao desenvolvimento económico e ao bem-estar social da sua população. São várias as vias com estudo prévio, estando prevista avançar a construção da Circular Nascente e Poente do Cacém, cujo traçado está implantado na figura n.º 11. Figura nº 11 – Identificação da rodovia Circular Nascente e Poente Poente ao Cacém, relativamente ao seu alinhamento com a Quinta do Papel (circunferência de cor laranja). Categoria Energética: Isento

Características

  • Vedação
  • Percurso de água

Mapa


Mais anúncios de The House 4 You


Id do anúncio no Imovirtual: 14531917
Referência interna: 400001-949
Data de criação: 18 days ago
Data de modificação: 5 days ago
  • Agência Imobiliária
  • The House 4 You
    Licença AMI:9530
  • The House 4 You
  • 215
  • Rua da Torre, nº1591, Escritorio A, BBC, Torre, Cascais, 2750-768, Cascais e Estoril, Cascais, Lisboa
  • Veja todos os imóveis da agência